Sobre nós

Perfil da Empresa

Fundada na República Popular da China em agosto de 1999, a Qingdao Jingli Gongcheng Gufen Youxian Gongsi (de agora em diante referida apenas como Qingdao) é uma holding com “dupla autenticação” ao nível da engenharia especializada em geotecnia e fundações e com “tripla autenticação” no que diz respeito ao Sistema de Gestão de Qualidade GB/T 19001-2008/ISSO 9001: 2008 e GB/T 50430: 2007, ao Sistema de Gestão Ambiental GB/T 24001-2004 IDT ISO14001: 2004 e ao Sistema de Gestão de Saúde e Segurança Ocupacionais GB/T 28001-2011/OHSAS 18001: 2007. Até este momento, a empresa Qingdao é a única listada no mercado do reforço e renovação de estruturas, marcando presença na bolsa de valores Qingdao Blue Ocean em Qingdao, província de Shandong. O capital social da empresa é de 50.000.000 yuans. Dentro do mercado chinês, a empresa Qingdao já recebeu diversos prémios, destacando-se os de Empresa Nacional de Tecnologia Nova e de Ponta (a nível nacional), Empresa de Modelo Avançado (em Qingdao) e Empresa Guiada pela Qualidade (em Qingdao). Por outro lado, a empresa Qingdao é responsável pela direção da “Associação de Estratégia de Inovação Tecnológica de Qingdao para a Indústria do Espaço Subterrâneo” (com a aprovação do governo municipal de Qingdao), da Sociedade de Engenharia de Construção Civil de Qingdao, do Comité de Especialistas no Espaço Subterrâneo, do Comité Especial de Especialistas no Espaço Subterrâneo do Painel de Construção Civil da Associação de Professores Chineses Seniores, e do Comité Profissional para a Deteção e Identificação de Estruturas de Aço, tendo contribuído para a revisão do Código Técnico para Deslocação, Retificação de Inclinação, Aumento de Pisos e Reconstrução de Edifícios (escrito em chinês). A Qingdao Jingli Engineering Co. detém 17 reconhecimentos em I&D e 15 patentes em áreas tais como a deslocação, retificação de inclinação, requalificação urbana, reabilitação profunda e desenvolvimento e utilização do espaço urbano bidirecional. A tecnologia de ponta utilizada pela empresa coloca-a na vanguarda do mercado chinês.

No ano de 2018 a JINGLI CONSTRUÇÃO E GESTÃO IMOBILIÁRIA, LDA foi constituída em Portugal com recurso a um investimento efetuado pela Qindao Jingli Engineering Co. O âmbito de negócio em que se insere abrange as seguintes vertentes: engenharia civil, engenharia pública, engenharia de fundações, gestão imobiliária e desenvolvimento agrícola. Para além de estar inscrito no “Registo de Empresas Chinesas com Investimento Direto no Estrangeiro”, publicado pela Embaixada da República Popular da China em Portugal, este projeto de investimento também obteve o “Certificado Empresarial de Investimento no Estrangeiro” e a “Notificação de Projetos de Investimento no Estrangeiro” emitidos pelo governo municipal de Qingdao após devida aprovação. Entretanto, a JINGLI CONSTRUÇÃO E GESTÃO IMOBILIÁRIA, LDA já requereu as licenças necessárias para o desenvolvimento de atividades de construção em Portugal, sendo o professor Ouyang Ganlin sócio gerente e representante legal.


Professor Ouyang Ganlin

De entre os vários cargos e posições ocupados pelo professor Ganlin Ouyang, é possível destacar as de professor adjunto e orientador de doutoramento de longa data na Universidade de Tecnologia de Qingdao, em Shandong, membro do Painel de Diretores do Comité Académico de Engenharia de Construção da Sociedade de Arquitetura da China, Vice-presidente do Comité Especial para a Construção Civil da Associação Chinesa de Professores Seniores, Presidente do Comité de Especialistas do Espaço Subterrâneo, Diretor do Departamento Editorial de Tecnologia de Construção em jornais chineses de renome e membro do Comité Permanente de Construção do jornal de Ciências Naturais e Arquitetura Nacional, Presidente da Associação de Estratégia de Inovação Tecnológica para a Indústria do Espaço Subterrâneo de Qingdao, Diretor Permanente da Sociedade de Engenharia e Arquitetura Civil de Qingdao e Presidente do Comité de Especialistas no Espaço Subterrâneo. O professor Ganlin Ouyang é também detentor de 17 patentes relativas a invenções e métodos de engenharia tais como o método de retificação em espiral, o método de elevação assíncrona, o método de deslocamento de corte plano, o método de jacking subterrâneo alargado com armação tubular sem escavação, crowd-in subterrâneo de parede diafragma, etc. É importante destacar que a nível internacional 4 das suas patentes foram aceites pelo Gabinete de Marcas e Patentes dos E.U.A. Até este momento, o professor Ouyang conta já com 53 artigos publicados em revistas científicas chinesas e estrangeiras, tendo deixado a sua marca tanto a nível nacional como internacional.


Casos de aplicação de tecnologia-chave

1. Método de elevação assíncrona de telhado

  O método de elevação assíncrona do telhado (Nº de patente: ZL201510617454.8) pressupõe uma elevação faseada do telhado do edifício depois do corte de todas colunas de um determinado andar. De seguida, encontramos um exemplo de engenharia relativo ao sistema estrutural de um centro comercial. Este edifício tem 3 andares acima do solo e 1 subterrâneo, totalizando uma área de 1532 metros quadrados. Depois de cortadas todas as colunas, o telhado do edifício foi elevado verticalmente 0,5 metros em 10 horas recorrendo a um aparelho de aplicação de força. A concretização deste projeto significou a utilização de 765 kg de aço e 6600 kg de betão. O custo destes materiais representou apenas 20% do total da reconstrução. Quando comparado com o método tradicionalmente utilizado para elevar telhados, o custo e o tempo de construção despendidos recorrendo ao método de elevação assíncrona são 2,2 vezes e 1 vez menores, respetivamente. Para além disso, este projeto significou uma redução das emissões de carbono na ordem das 1221 toneladas, constituindo por si só um feito extremamente positivo.

  Segundo as bases de dados disponíveis, este foi o primeiro caso de sucesso da aplicação do método de elevação assíncrona de telhado na China. Este método representa uma nova abordagem tecnológica que se caracteriza pela sua simplicidade e robustez na reparação de anomalias e na transformação funcional de edifícios existentes (Ver Figura 1 e Figura 2).

2. Transformação com adição-dupla de casas delapidadas sem recurso à demolição

  Categorizada como casa delapidada de categoria D, esta villa em Qingdao tinha de ser rebaixada e reconstruída ou reforçada integralmente, de modo a que pudesse ser novamente habitável. Tal como pedido pelo proprietário, deveria ser adicionado um andar no topo da casa e outro ao nível subterrâneo, aumentando a área em 523 metros quadrados. O reforço e transformação da villa teriam de ser conduzidos com base nas premissas de que nenhuma parte da estrutura existente poderia ser retirada e de que não poderia haver um impacto negativo no ambiente. Uma vez que a villa se encontrava a menos de 100 metros da costa e que o nível da água era relativamente alto, os seguintes métodos e tecnologias foram adotados para a implementação deste projeto:

(1) Cortina à prova de água e método equilibrado de remoção de água

Com a premissa da abundância de águas subterrâneas na camada arenosa, a uma distância inferior a 100 metros da costa, uma cortina à prova de água é utilizada e um método equilibrado de remoção de água é aplicado num ponto a 12 metros da camada vedante. Esta técnica já foi comprovada anteriormente como sendo possível e segura.

(2) “Um Pilar, Três Utilizações e Dez Vezes Confirmado o Cálculo”

Um pilar de pequenas dimensões, cujas as funções são as de sustentação, retenção e proteção das escavações das fundações, e um mecanismo contra a flutuação no piso inferior são necessários. Isto providenciará uma nova forma de transformação de dupla-adição de casas delapidadas que é segura e rentável.

(3) Elevação de telhado e sustentação

Não existindo consequências para a substituição do cimento ou para a restauração dos alicerces do edifício, o telhado foi separado do resto do edifício com recurso ao corte de todos os elos de ligação e elevado até uma determinada altura, de modo a ser possível acrescentar um piso. Todo este processo foi levado a cabo com base no princípio de que é possível fazer um trabalho de restauração substituindo o betão originalmente usado, mas sem haver qualquer demolição. 

Os benefícios do caso de engenharia supramencionado são os seguintes:

  • Recorrendo à tecnologia dos pequenos pilares de sustentação, a transformação de dupla-adição nos edifícios residenciais delapidados é realizada sem que haja demolições ou remoção de elementos e não interferindo nas estruturas circundantes. Trata-se de uma transformação eficaz e segura.
  • No caso das casas/edifícios delapidados de pequenas dimensões, cuja capacidade de resistir a desastres é reduzida e as condições habitacionais não são ideias, este método possibilita uma transformação sem recurso à demolição.
  • Este caso de engenharia gerou um valor económico acrescentado na ordem dos 33.280.000 yuans (Nº. de Patente: 201710857010.0), tendo sido discutido na “Décima Primeira Conferência Nacional sobre o Tratamento de Anomalias na Engenharia Civil (China)” e na “Sexta Conferência Nacional sobre Qualidade de Engenharia (China)”. (Ver Figura 3 e Figura 4).

3.  I&D acerca da tecnologia de Jacking subterrâneo

            Com foco na tecnologia de jacking subterrâneo, a empresa Qingdao Jingli obteve 12 patentes com direitos de propriedade intelectual independentes e ganhou 2 terceiros lugares nos Prémios para o Progresso Científico e Tecnológico. Em particular, o “Estudo de Caso da Tecnologia de Jacking Subterrâneo” (Nº. de patente: ZL 2016100458288) foi incluído no boletim de ciência e tecnologia do Ministério para a Habitação e Desenvolvimento Urbano-Rural da República Popular da China (Projeto nº. 2013-K3-26) e no boletim de grandes sucessos de transformação tecnológica e científica da cidade de Qingdao (Projeto Nº. 2012-4-016-ZH). A característica dominante desta tecnologia é a possibilidade de um projeto de engenharia ser levado a cabo de forma suave sem escavação ou demolição numa fase inicial, sendo seguro e tendo poucas consequências na vida quotidiana dos residentes. Esta tecnologia é especialmente adequada para operações no espaço subterrâneo, tais como a construção de complexas estruturas tubulares, de cruzamentos de vias rodoviárias principais em zonas urbanas, de garagens subterrâneas em edifícios existentes e túneis de passagem rodoviária. Quando comparada com a metodologia tradicional, esta tecnologia ajuda a reduzir os custos iniciais de forma substancial e a diminuir o espaço útil envolvente utilizado em cerca de 70%. (Ver Figura 5, Figura 6 e Figura 7).

A República Popular da China não apenas logrou grandes feitos na área da construção, mas também no campo da engenharia especializada. De acordo com os dados divulgados pelas Nações Unidas, nos países desenvolvidos ocidentais, incluindo Portugal, o valor acrescentado proveniente do reforço e transformação dos edifícios representa 45-60% do valor acrescentado total da indústria de construção. As tecnologias mencionadas acima, que são inovadoras e relevantes, têm uma importância significativa para o reforço e transformação das casas e edifícios em Portugal. Caso estas tecnologias sejam promovidas e aplicadas, de forma objetiva, estas irão apoiar o progresso tecnológico e o desenvolvimento da reabilitação e renovação das casas e edifícios em Portugal, e suportar a transformação dos bairros antigos de Portugal com novas técnicas. Por um lado, são criadas as condições necessárias para ir ao encontro dos requisitos dos proprietários no que diz respeito ao espaço útil das casas, à disposição funcional, às preocupações ambientais, etc. Por outro lado, é desempenhado um papel positivo na proteção do património cultural e arquitetónico. Tudo isto levará a um planeamento urbano mais harmonioso e a uma melhor qualidade de vida das pessoas.

Acreditamos que a utilização destas técnicas e tecnologias levarão a um estreitamento de relações entre os engenheiros civis portugueses e chineses, promovendo a amizade entre eles e aumentando a capacidade técnica nas inovadoras atividades de reforço sísmico e reabilitação. Deste modo, o desenvolvimento arquitetónico de Portugal irá ser beneficiado, especialmente nas zonas mais antigas.

A urbanização da China está bastante atrasada quando comparada com os países ocidentais desenvolvidos. Consequentemente, a urbanização da China precisa de acelerar o seu processo de desenvolvimento. Não obstante, a escassez de recursos no espaço urbano tornou-se num obstáculo que restringe o desenvolvimento sustentável das cidades. Tendo por base a premissa de que não existe nenhum outro planeta com condições adequadas à sobrevivência humana para o qual se possa migrar, o desenvolvimento e utilização do espaço urbano bidirecional, especialmente o subterrâneo, têm vindo a tornar-se mais realísticos, efetivos e científicos para todos os países que promovem um desenvolvimento urbano sustentável.

Nas últimas décadas, os grandes feitos da China no campo da arquitetura atraíram a atenção do mundo. De igual forma, alcançou resultados frutíferos nos projectos de reforço sísmico e reabilitação urbana. Para alcançar o seu objetivo, e recorrendo ao engenho tecnológico da empresa de Qingdao, a Jingli propõe-se a trabalhar lado a lado com os amigos de todos os setores de actividade portugueses. Abrindo, assim, um novo capítulo do reforço sísmico e reabilitação urbana em Portugal através da criatividade e inovação.