Faixa e Rota

Conferência sobre Reabilitação Urbana – PORTO (2019)

No dia 18 de junho teve lugar a Conferência sobre Reabilitação Urbana – PORTO (2019), na histórica cidade do Porto, fruto de uma coorganização entre a Jingli Construção e Gestão Imobiliária Lda. e o atelier de arquitetura Mass Lab. Na base da sua concretização, e em linha com o evento anteriormente realizado em Lisboa, esteve a intenção de promover a cooperação empresarial e o alargamento da plataforma de intercâmbio, inovação e benefícios mútuos entre Portugal e China no âmbito da reabilitação urbana.

De entre os nossos ilustres convidados podemos destacar a presença dos representantes da Câmara Municipal do Porto, Raquel Maia e Ângelo Barroso, e da Câmara Municipal de Matosinhos, Maria Geraldes, do vice-presidente da Ordem dos Arquitetos, Daniel Fortuna do Couto, do engenheiro da GEG, John Daniel, do engenheiro da ADF Consultores, João Adão da Fonseca, e do presidente da Liga dos Chineses em Portugal, Yiping Zhou. A abertura do evento ficou a cargo dos parceiros na organização do mesmo, tendo se feito representar ao mais alto nível pelo sócio-gerente da Jingli Construção e Gestão Imobiliária, Lda., professor Ouyang Ganlin, e pelos sócios-fundadores da Mass Lab, arquitetos Lourenço Rodrigues e Diogo Rocha.

As diversas apresentações proferidas pelos oradores abordaram temáticas variadas como a da arquitetura, da engenharia civil e do comércio, mas o foco da conferência passou efetivamente pela reabilitação urbana. O professor Ouyang abordou diversas técnicas e metodologias de reabilitação urbana já presentes no portfólio da empresa e destacou a importância de estas serem empregues em Portugal. No mesmo sentido, outros oradores apontaram a preservação do património cultural e histórico presente nos edifícios e a fraca qualidade de algumas intervenções de reabilitação como fatores a ter em conta para o futuro deste sector da construção. Não é apenas necessário respeitar a herança do passado como também é vital garantir que as ações levadas a cabo para prolongar a sua longevidade não se traduzem em soluções de curta duração que evidenciam deficiências passados menos de 5 anos. Acima de tudo, torna-se fulcral mudar a mentalidade e o rigor e uniformidade legal da reabilitação urbana em Portugal para que as empresas especializadas possam dar o seu contributo.


O Voo da Fénix Dourada na Câmara de Comércio

Uma Faixa e Uma Rota

23/02/2019 – Qingdao, Câmara de Comércio de Hunan  

Resumo do fim do ano de 2018 e cerimónia de prémios organizada pela Qingdao Jingli, Ltd. e pelo Instituto de Engenharia Civil de Qingdao.

24/02/2019 – A Qindao Jingli apareceu na primeira página do Qingdao Financial Daily, destacando a perspectiva de aproveitar as oportunidades que surgem com a iniciativa Faixa e Rota, nomeadamente no que diz respeito à utilização de novas tecnologias em projetos de reabilitação urbana e reforço sísmico em Portugal.

O ano de 2018 foi um ano de mudança para a empresa de Qingdao, marcando um ano de boas colheitas ao nível da inovação. A Jingli embarcou numa viagem de inovação rumando de acordo com a iniciativa “One Belt, One Road ”. Em 2018, o sócio-gerente Ouyang Ganlin liderou a equipa por três vezes e chegou a Portugal com novas tecnologias, novas técnicas e novas ideias para o reforço sísmico e reabilitação urbana. No mês de novembro de 2018, a empresa com identidade de joint venture Sino-Portuguesa foi estabelecida. Simultaneamente, a Assembleia Geral da Qingdao Jingli e o estabelecimento da joint venture deram lugar à conferência “um caminho rumo a Portugal – transformação do espaço urbano envelhecido e seu reforço recorrendo à inovação e tecnologia ” em Lisboa, Portugal. As notícias publicadas na primeiras páginas dos jornais chineses tiveram fortes repercussões em Lisboa, tendo sido apreciadas pela Embaixada da República Popular da China em Portugal. No dia 5 de dezembro de 2018, o professor Ouyang, em nome da empresa Jingli Construção e Gestão Imobiliária Lda., foi recebido pelos líderes do partido e de Estado, aquando da visita do presidente chinês Xi Jinping a Portugal, reforçando o apoio à internacionalização da empresa de Qingdao. Em pouco tempo, a cidade do Seixal propôs uma colaboração com a cidade de Qingdao, desejando que 96km2 de projetos urbanos habitacionais fossem alvo de reforço sísmico e reabilitação, bem como projetos relacionados com o comércio, turismo, agricultura, indústria e outras formas de cooperação. A empresa de Qingdao foi logo reconhecida em Portugal como sendo uma empresa privada assente na inovação tecnológica e uma boa parceira para a cooperação entre cidades.
A conferência chamou a atenção de departamentos relevantes do governo municipal de Qingdao e de muitos especialistas do setor. Líderes governamentais, especialistas da área e académicos participaram no evento, juntando mais de 150 pessoas, destacando-se a deslocação especial do Presidente do Comité da Construção Civil da Associação dos Professores Seniores da China.

A conferência abrangeu o desenvolvimento do espaço subterrâneo com recurso a novas técnicas, novas tecnologias e novos materiais.
A Qingdao Jingli está sediada na cidade de Qingdao, inserindo-se na categoria de PME e, desde há muito, tem vindo a aplicar as suas técnicas no espaço subterrâneo de forma incansável ao mesmo tempo que promove a investigação e inovação. Por esse motivo, foram atribuídos ao presidente da empresa, Ouyang Ganlin, os cargos de vice-diretor do Comité da Construção Civil da Associação dos Professores Seniores da China, de líder da Comissão de Peritos no Espaço Subterrâneo, de diretor da Associação Estratégica para a Inovação Tecnológica na Indústria do Espaço Subterrâneo, de sub-diretor da Sociedade de Engenharia Civil de Qingdao e professor adjunto na Universidade de Tecnologia de Qingdao.


Já reconhecida dentro da UE, a cidade de Qingdao é a única que exporta de forma voluntária tecnologias para o reforço e reabilitação de edifícios delapidados, e a que atribui todos os projetos de reforço sísmico e reabilitação urbana a empresas privadas. A convite da Universidade I-Shou (Taiwan), o professor Ouyang Ganlin e mais dois trabalhadores da Qingdao Jingli irão marcar presença na Conferência sobre Engenharia Civil e Ambiente no dia 1 de Julho de 2019. Todos os feitos alcançados pela Qingdao Jingli não se tratam de acidentes de percurso, pelo contrário são os frutos acumulados durante um longo período de tempo. Em particular, o professor Ouyang, presidente do Comité de Especialistas do Espaço Subterrâneo, fez um relatório sobre “Jacking Technology of Underground Works“.

A apresentação do relatório suscitou grande interesse junto dos especialistas. Neste momento, a tecnologia crowd-in da Qingdao Jingli tomou a liderança na China, providenciando uma tecnologia inovadora para o desenvolvimento de complexas galerias tubulares no subsolo dos centros urbanos sem recorrer à escavação.
Durante a Cerimónia Anual de Entrega de Prémios da Qingdao Jingli de 2018, o secretário do partido da Câmara de Comércio de Hunan fez uma óptima apresentação sobre a importância de ir ao encontro da iniciativa Uma Faixa, Uma Rota. Depois foram entregues pelo professor Ouyang certificados honoríficos e prémios aos oito trabalhadores da empresa que se destacaram pelo seu desempenho.

Como recompensa pelo trabalho realizado para além das expectativas, foi entregue uma recompensa de 100.000 RMB ao departamento de projetos nº 18. Num ambiente de alegria e descontração, foi dado início ao jantar. Erguendo os seus copos, anfitriões e convidados regozijaram-se com um brinde.

Saúde, caros amigos! Evidencia-se o empenho das empresas chinesas na procura e inovação dentro do mercado da reabilitação. Não apenas pelas cooperações iniciadas em formato de joint ventures mas também pela exportação de tecnologias relevantes para países terceiros. Experiências passadas evidenciam que as empresas com tecnologias inovadoras terão futuros promissores na sua contribuição para o projeto da Faixa e Rota caso estas se apresentem de forma responsável e com um espírito de abertura face aos desafios.

Esperamos que a Qingdao Jingli se torne uma empresa cada vez melhor e que sejam logrados grandes feitos na construção da iniciativa Uma Faixa, Uma Rota. 

Rua Cidade de Benguela, Lote 553 1800-073 Lisboa